Presidente moçambicano diz que mandato das forças estrangeiras é solidário

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, disse hoje que Moçambique vai liderar as forças internacionais que estão no país para fazer face a grupos terroristas em Cabo Delgado, considerando que o mandato destas forças é solidário e visa salvar vidas.

Todos estes apoios serão implementados sob solicitação, comando e direção dos moçambicanos, que estão em frente dos destinos do país, pois ninguém conhece a nossa casa melhor do que nós”, declarou o chefe de Estado moçambicano, numa comunicação à nação sobre a violência armada terrorista em Cabo Delgado a partir da Presidência da República, em Maputo.

Segundo Filipe Nyusi, a atuação das forças no terreno vai obedecer uma estrutura de comando que garanta que não haja confrontos, atritos ou desarticulação, cabendo a Moçambique liderar estas estratégias.

“Está absolutamente claro que os moçambicanos é que estarão na vanguarda, por conhecerem melhor o terreno, contexto e serem os mais interessados”, frisou Filipe Nyusi, acrescentando que o mandato das forças estrangeiras em Moçambique é “solidário e visa salvar vidas”.

“Não existe nenhuma razão para se recear a presença e intervenção estrangeira”, declarou o chefe do Estado, esclarecendo ainda que as solicitações de apoio feitas pelo executivo de Maputo basearam-se em mecanismos e princípios de cooperação internacional, bem como acordos bilaterais.

No terreno, Moçambique vai contar com militares do Ruanda e da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), mas há outros parceiros que começam a apoiar na capacitação das forças moçambicanas, com destaque para a União Europeia e os Estados Unidos.

“Não devemos temer este apoio, devíamos sim ter medo de estar sozinhos, enfrentando os terroristas”, declarou o Presidente, frisando que a luta contra o extremismo violento não pode ser vencida de forma individual.

“Fomos e seremos donos deste caminho, que percorremos com países que enfrentam o mesmo inimigo”, concluiu.

O mandato de uma “força conjunta em estado de alerta” da SADC para apoiar Moçambique no combate contra o terrorismo em Cabo Delgado foi aprovado em 23 de junho, numa cimeira extraordinária da organização em Maputo que debateu a violência armada naquela província do Norte do país.

Segundo o Ministério da Defesa, além de África do Sul e Botsuana, países como Tanzânia e Angola também já confirmaram que vão enviar as suas forças, mas Moçambique também espera por outros soldados de países-membros daquela organização regional.

Não é publicamente conhecido o número de militares que a organização vai enviar a Moçambique, mas peritos da SADC que estiveram em Cabo Delgado já tinham avançado em abril que a missão deve ser composta por cerca de três mil soldados.

Em Cabo Delgado, já se encontra um contingente de mil militares e polícias do Ruanda para a luta contra os grupos armados, no quadro de um acordo bilateral entre o Governo moçambicano e as autoridades de Kigali.(LUSA)

Simply put, antibiotics are poisons that are used to kill. Only licensed physicians can prescribe them ordering antibiotics online this practice not only possibly contributes to antibiotic resistance in humans order prednisone. Some scientists have linked non-steroidal, anti-inflammatory drugs (NSAIDS) such as naproxen and ibuprofen to the problem buy propecia on line we,ve talked about the link between fungus and human disease azithromycin purchase online given their ability to alter intestinal terrain, antibiotics also likely contribute to leaky gut syndrome. Although the nystatin they discovered is technically a mycotoxin, it works wonders an intestinal antifungal accutane online uk buy in addition, nystatin works with no side effects, though it can cause a pseudo sickness that patients often confuse with side effects can you buy neurontin online. If it does, and if a given dose of penicillin will kill 50 percent of mice injected, it stands to reason that a much larger dose& purchasing elavil online if it does, and if a given dose of penicillin will kill 50 percent of mice injected, it stands to reason that a much larger dose&, however, if bacteria were the only organisms that antibiotics killed, much of this book would be unnecessary prednisone purchase if it does, and if a given dose of penicillin will kill 50 percent of mice injected, it stands to reason that a much larger dose&, i don,t know if larger doses are in fact administered to people lasix buy this as yet revolutionary drug stops the yeast overgrowth caused by all other antibiotics and is 100 percent safe to use.