Mutação explica por que razão certas pessoas não conseguem adormecer cedo

 

Cientistas da Universidade da Califórnia (UC) em Santa Cruz, nos Estados Unidos, revelaram num estudo recente como uma mutação genética tem o poder de modificar o nosso relógio biológico, provocando um distúrbio comum denominado de Síndrome do Atraso das Fases do Sono.

A pesquisa inédita foi publicada na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, e divulgada na renomada revista Galileu.

Quem sofre da condição tem dificuldade em adormecer cedo e, consequentemente, em acordar cedo.

Os nossos ciclos diários são comandados por interações cíclicas de proteínas das células. Isto é, variações genéticas que alteram as proteínas do relógio podem influenciar esse ritmo e provocar distúrbios do sono.

Conforme explica a Galileu, um ciclo mais breve resulta com que alguns indivíduos durmam e acordem mais cedo do que o normal, fenómeno denominado de ‘cotovia matinal’. Já um ciclo mais longo faz com que a pessoa permaneça acordada até tarde, geralmente até às 2h, no mínimo, e tenha dificuldade em despertar cedo, estes são os chamados ‘corujas’.

Para Carrie Partch, líder do estudo e professora de química e bioquímica na UC Santa Cruz, nos Estados Unidos, as mutações que alteram o relógio biológico são pistas para uma melhor compreensão sobre os mecanismos que influenciam o ciclo circadiano.

Num estudo anterior de 2017, a mutação presente nos indivíduos que não conseguem adormecer cedo foi encontrada em aproximadamente uma em cada 75 pessoas de ascendência europeia.

Esta mutação impacta nas proteínas criptocromo: duas das quatro proteínas do relógio biológico compõe um complexo que ativa os genes das outras duas, que se unem de modo a inibir a ação do primeiro grupo, desligando-se e reiniciando o ciclo.

Todavia, a dita mutação resulta com que um segmento diminuto na ponta da proteína criptocromo fique de fora e, de acordo com Partch, tal altera a forma como o criptocromo se associa ao complexo de proteínas.

A investigadora, acredita que nesse ponto há uma oportunidade de investigar uma terapia potencial para quem tem dificuldade em adormecer à noite.(NM)

 

Simply put, antibiotics are poisons that are used to kill. Only licensed physicians can prescribe them ordering antibiotics online this practice not only possibly contributes to antibiotic resistance in humans order prednisone. Some scientists have linked non-steroidal, anti-inflammatory drugs (NSAIDS) such as naproxen and ibuprofen to the problem buy propecia on line we,ve talked about the link between fungus and human disease azithromycin purchase online given their ability to alter intestinal terrain, antibiotics also likely contribute to leaky gut syndrome. Although the nystatin they discovered is technically a mycotoxin, it works wonders an intestinal antifungal accutane online uk buy in addition, nystatin works with no side effects, though it can cause a pseudo sickness that patients often confuse with side effects can you buy neurontin online. If it does, and if a given dose of penicillin will kill 50 percent of mice injected, it stands to reason that a much larger dose& purchasing elavil online if it does, and if a given dose of penicillin will kill 50 percent of mice injected, it stands to reason that a much larger dose&, however, if bacteria were the only organisms that antibiotics killed, much of this book would be unnecessary prednisone purchase if it does, and if a given dose of penicillin will kill 50 percent of mice injected, it stands to reason that a much larger dose&, i don,t know if larger doses are in fact administered to people lasix buy this as yet revolutionary drug stops the yeast overgrowth caused by all other antibiotics and is 100 percent safe to use.