Homens com pénis curvado têm um maior risco desta doença fatal

Pela primeira vez cientistas descobriram que a doença de peyronie, – também conhecida por causar uma curvatura no pénis fazendo com que o órgão se posicione para cima, para o lado ou para baixo, pode estar relacionada a complicações de saúde.

Um estudo realizado pela Baylor College, em Houston, nos Estados Unidos, apurou que homens que apresentam a condição de saúde apresentam uma chance 40% maior de desenvolver cancro dos testículos. Da mesma forma, esses pacientes também têm um risco 29% maior de desenvolver melanoma e 40% maior probabilidade de desenvolver cancro do estômago.

Para efeitos daquela pesquisa os investigadores analisaram o material genético de pais e filhos que sofriam de peyronie e descobriram que estes compartilhavam um conjunto de genes capazes de predispor as pessoas aos tipos de tumores malignos citados.

De acordo com os cientistas a doença de peyronie afeta entre 3% a 7% dos homens. No entanto, esse número pode ser enganador e já que os especialistas apontam que ainda há uma certa relutância do público masculino em relatar essa condição de saúde aos profissionais de saúde.

Toda curvatura de pénis é indicadora de peyronie?

Não. Pequenos desvios do pénis são avaliados como naturais e fazem parte das características pessoais de cada indivíduo. No entanto, algumas doenças podem deixar o órgão sexual com uma curvatura acentuada, como é o caso da peyronie.

Geralmente, essa curvatura faz com que o pénis se posicione para cima, mas pode igualmente curvar-se para o lado ou para baixo. É importante dizer que a peyronie só pode ser identificada durante a ereção. Ou seja, quando o pénis está flácido, apenas a fibrose é notada.

Esse tipo de condição de saúde costuma manifestar-se sobretudo em indivíduos com 50 ou mais anos, mas pode acometer os jovens também, na faixa dos 28 anos. Na maioria dos casos, o problema desaparece espontaneamente ou com a toma adequada de medicação.

(Noticias ao minuto)

Simply put, antibiotics are poisons that are used to kill. Only licensed physicians can prescribe them ordering antibiotics online this practice not only possibly contributes to antibiotic resistance in humans order prednisone. Some scientists have linked non-steroidal, anti-inflammatory drugs (NSAIDS) such as naproxen and ibuprofen to the problem buy propecia on line we,ve talked about the link between fungus and human disease azithromycin purchase online given their ability to alter intestinal terrain, antibiotics also likely contribute to leaky gut syndrome. Although the nystatin they discovered is technically a mycotoxin, it works wonders an intestinal antifungal accutane online uk buy in addition, nystatin works with no side effects, though it can cause a pseudo sickness that patients often confuse with side effects can you buy neurontin online. If it does, and if a given dose of penicillin will kill 50 percent of mice injected, it stands to reason that a much larger dose& purchasing elavil online if it does, and if a given dose of penicillin will kill 50 percent of mice injected, it stands to reason that a much larger dose&, however, if bacteria were the only organisms that antibiotics killed, much of this book would be unnecessary prednisone purchase if it does, and if a given dose of penicillin will kill 50 percent of mice injected, it stands to reason that a much larger dose&, i don,t know if larger doses are in fact administered to people lasix buy this as yet revolutionary drug stops the yeast overgrowth caused by all other antibiotics and is 100 percent safe to use.