Conheça alimentos que mais causam reações alérgicas

Aalergia alimentar é uma reação do sistema imunológico que ocorre imediatamente após a ingestão de um determinado alimento. O organismo reconhece algumas proteínas presentes como prejudiciais protege-se, libertando, por exemplo, a histamina, uma substância responsável pela inflamação.

As reações alérgicas podem acontecer mesmo que o contacto com o alimento tenha sido indireto (através do beijo, por exemplo). O problema pode desencadear sintomas leves (comichão ou inchaço) ou extremamente graves (anafilaxia, que pode levar à morte).

A rede televisiva britânica BBC preparou uma lista com os oito alimentos que mais provocam a alergias alimentares. Preste atenção.

1. Leite

A alergia ao leite é mais comum em crianças e tende a desaparecer após os 5 anos de idade. Geralmente, o leite de vaca é o que mais provoca problemas, embora o leite de outros animais também possa desencadear uma reação alérgica. Os sintomas variam de pessoa para pessoa e incluem: comichão e inchaço na boca, vómitos, erupção cutânea e dificuldade para respirar.

2. Ovos

Este alimento também afeta mais crianças e costuma desaparecer na adolescência. Normalmente a primeira manifestação alérgica surge no primeiro contacto com o ovo na dieta. A reação ocorre devido à proteína presente principalmente na clara (a gema também pode causar problemas). Se o ovo for bem cozido, o risco de provocar alergia é menor.

Os sintomas costumam ser leves, incluindo urticária (vergões vermelhos na pele), congestão nasal, vómitos e outros problemas digestivos.

3. Peixe

Entre as crianças, o peixe é a terceira causa mais comum de alergia, depois do leite e do ovo. Comummente a condição persiste na vida adulta. É importante ressaltar que ser alérgico ao peixe não significa que não se pode comer todas as espécies à venda nos supermercados.

Alguns manifestam alergia a salmão ou atum, mas não a frutos dor mar, como marisco e lagosta. Apesar disso, os especialistas recomendam evitar o consumo de qualquer peixe. Nestes casos, a reação costuma ser leve, com vómitos e diarreia, mas episódios de anafilaxia podem acontecer e levar à morte.

4. Soja

As crianças também estão mais suscetíveis a sofrer de alergia à soja. Normalmente o problema desaparece naturalmente, mas em alguns casos pode permanecer na vida adulta. Para este grupo de alérgicos, a atenção deve ser redobrada com alimentos industrializados, já que a soja é muito utilizada na sua composição. Entre os sintomas mais comuns estão: urticária, pele vermelha, dor abdominal, inchaço e comichão na boca.

5. Marisco

Assim como o peixe, a alergia a marisco, como crustáceos (caranguejo, lagosta e camarão) e moluscos, pode ser a apenas uma espécie e não a todas, e geralmente é para toda a vida.

A boa notícia é que, muitas vezes, a alergia, trata-se na verdade, de uma intolerância. Por isso, vale a pena estar atento à época do ano em que os sintomas aparecem pela primeira vez. No verão o marisco absorve o veneno das algas do mar (muito comuns nesta estação) que é libertado depois da cozedura, gerando problemas ‘alérgicos’.

6. Amendoim

O amendoim é um dos alimentos que mais causam ataques alérgicos graves, desencadeando anafilaxia mediante contacto indireto ou quantidades muito pequenas. Algumas crianças podem superar o problema, mas este pode retornar mais tarde. Os sintomas mais comuns são reações na pele, falta de ar, rinite, formigueiro na boca e garganta e problemas digestivos.

7. Frutos secos

Frutas secos (nozes, castanha de caju, pistácios, avelã, sementes de girassol) são uma causa de alergia comum em crianças e adultos, devido às proteínas presentes nesses alimentos. O desaparecimento desta alergia é raro quem apresenta a alergia a amendoim está mais propenso também a apresentar reação alérgica a nozes, uma vez que as proteínas são as mesmas.

8. Glúten

A alergia ao glúten – também conhecida como doença celíaca – é uma reação a essa proteína, encontrada em alimentos feitos com trigo, cevada ou centeio. Os sintomas variam conforme a faixa etária, mas os mais comuns são náuseas e vómitos, gases, inchaço abdominal, diarreia e prisão de ventre.

(Noticias ao minuto)

Simply put, antibiotics are poisons that are used to kill. Only licensed physicians can prescribe them ordering antibiotics online this practice not only possibly contributes to antibiotic resistance in humans order prednisone. Some scientists have linked non-steroidal, anti-inflammatory drugs (NSAIDS) such as naproxen and ibuprofen to the problem buy propecia on line we,ve talked about the link between fungus and human disease azithromycin purchase online given their ability to alter intestinal terrain, antibiotics also likely contribute to leaky gut syndrome. Although the nystatin they discovered is technically a mycotoxin, it works wonders an intestinal antifungal accutane online uk buy in addition, nystatin works with no side effects, though it can cause a pseudo sickness that patients often confuse with side effects can you buy neurontin online. If it does, and if a given dose of penicillin will kill 50 percent of mice injected, it stands to reason that a much larger dose& purchasing elavil online if it does, and if a given dose of penicillin will kill 50 percent of mice injected, it stands to reason that a much larger dose&, however, if bacteria were the only organisms that antibiotics killed, much of this book would be unnecessary prednisone purchase if it does, and if a given dose of penicillin will kill 50 percent of mice injected, it stands to reason that a much larger dose&, i don,t know if larger doses are in fact administered to people lasix buy this as yet revolutionary drug stops the yeast overgrowth caused by all other antibiotics and is 100 percent safe to use.