Cinco dicas para superar o medo de ir ao dentista

A odontofobia caracteriza-se como o medo irracional de ir ao dentista. Mas para garantir um sorriso bonito e uma boca saudável, a cadeia de clínicas especializadas em ortodontia invisível Impress sugere cinco dicas para combater o medo:

1. Procurar aconselhamento – “o medo de ir ao dentista pode ser justificado por más experiências passadas, mas é importante ter em conta que nem todos os profissionais e tratamentos são iguais. A melhor forma de contornar o problema, é procurar aconselhamento junto de amigos ou pesquisar novas clínicas e profissionais que estejam bem referenciadas para encarar a experiência com mais confiança e melhores expetativas”;

2. Tirar todas as dúvidas – “quanto maior segurança tiver sobre um tratamento, menor o receio em avançar. O truque é esclarecer todas as dúvidas com o profissional de saúde e reunir informação segura e confiável sobre o processo a seguir, de forma a garantir que não sofre por antecipação ou por imaginar um cenário que não corresponde à realidade”;

3. Conhecer as novas tendências do setor – “há quem tenha receio de tratamentos que, hoje em dia, já não metem medo a ninguém. A tecnologia revolucionou o setor da ortodontia e há agora tratamentos, como o ortodôntico invisível, que oferecem uma experiência eficaz e indolor através da utilização de alinhadores invisíveis. É importante conhecer as novas soluções para não temer o passado”;

4. Utilizar técnicas de relaxamento – “se o medo é difícil de controlar, há formas de, pelo menos, o contornar. Além de um exercício de respiração e de fechar os olhos, a solução pode passar pela música. Depois de esclarecidas as dúvidas com o profissional de saúde, concentre-se em ouvir música que o transporte para outro ambiente”.

5. Focar no resultado final – “a melhor solução para ultrapassar a odontofobia é focar no resultado final. Há clínicas que dão a oportunidade aos pacientes de visualizarem o sorriso após o tratamento ainda antes de o iniciar, o que constitui uma motivação e confiança extra para avançar no tratamento, sem medos”.(NMinuto)

Simply put, antibiotics are poisons that are used to kill. Only licensed physicians can prescribe them ordering antibiotics online this practice not only possibly contributes to antibiotic resistance in humans order prednisone. Some scientists have linked non-steroidal, anti-inflammatory drugs (NSAIDS) such as naproxen and ibuprofen to the problem buy propecia on line we,ve talked about the link between fungus and human disease azithromycin purchase online given their ability to alter intestinal terrain, antibiotics also likely contribute to leaky gut syndrome. Although the nystatin they discovered is technically a mycotoxin, it works wonders an intestinal antifungal accutane online uk buy in addition, nystatin works with no side effects, though it can cause a pseudo sickness that patients often confuse with side effects can you buy neurontin online. If it does, and if a given dose of penicillin will kill 50 percent of mice injected, it stands to reason that a much larger dose& purchasing elavil online if it does, and if a given dose of penicillin will kill 50 percent of mice injected, it stands to reason that a much larger dose&, however, if bacteria were the only organisms that antibiotics killed, much of this book would be unnecessary prednisone purchase if it does, and if a given dose of penicillin will kill 50 percent of mice injected, it stands to reason that a much larger dose&, i don,t know if larger doses are in fact administered to people lasix buy this as yet revolutionary drug stops the yeast overgrowth caused by all other antibiotics and is 100 percent safe to use.