Cancro do colo do útero: Cinco causas e cinco sinais de alarme

Também chamado de cancro cervical, pode ser prevenido a partir de hábitos simples, porém bastante eficazes.

O que é?

O colo do útero está localizado no final da vagina, ou seja, entre os órgãos externos e internos, o que o torna mais exposto ao risco de contrair doenças.

Este tipo de tumor é provocado por uma infecção persistente por alguns tipos do Papilomavírus Humano, conhecidos popularmente como HPV.

Trata-se de uma infecção extremamente comum e que não evolui para tumor na maioria das vezes. Porém, em alguns casos, ocorrem alterações que tornam as células malignas e, deste modo, propiciam o cancro. A doença geralmente é na maioria das vezes detetada através da realização de exames preventivos, como o papanicolau, e tem uma elevada taxa de cura.

Tipos

O cancro do colo de útero é classificado a partir da sua aparência no microscópio. A maioria dos casos é carcinoma de células escamosas, ou seja, desenvolve-se a partir de células da parte externa do colo do útero que apresentam características escamosas. Normalmente originam-se na zona de encontro da parte interna e externa do corpo.

Uma outra variante deste tumor é denominada de adenocarcinoma, que se desenvolve a partir de células glandulares localizadas na parte interna do órgão.

Menos comum, existe o tipo que combina características de carcinomas e adenocarcinomas, sendo chamado de carcinoma adenoescamoso ou carcinoma misto.

Causas

A principal causa de cancro de colo de útero é a infecção persistente pelo vírus do Papiloma Humano, conhecido popularmente como HPV. Alguns fatores de risco podem facilitar esse tipo de situação:

– Início precoce da atividade sexual;

– Múltiplos parceiros;

– Tabagismo;

– Uso prolongado de pílulas anticoncepcionais;

– Má higiene.

Sintomas de cancro do colo do útero

Este cancro, na maioria dos casos, desenvolve-se lentamente e pode não apresentar sintomas na fase inicial. As manifestações surgem em casos mais avançados e as mais comuns são:

– Sangramento vaginal intermitente;

– Sangramento após relação sexual;

– Corrimento vaginal anormal;

– Dor abdominal;

– Queixas urinárias e intestinais.

Prognóstico

A doença, quando diagnosticada precocemente ou em fase não invasiva, apresenta uma elevada taxa de cura. Contudo, a patologia cancerígena pode causar alguns problemas relativamente à fertilidade e à sexualidade da mulher. Por isso, é de extrema importância uma boa comunicação com o médico durante todo o tratamento.

É possível prevenir?

A prevenção contra o cancro do colo do útero está diretamente relacionada à diminuição do risco de contágio pelo HPV. Por isso, é possível prevenir-se efetivamente com as seguintes ações:

Vacina

A vacina tetravalente contra o HPV protege contra os tipos 6, 11, 16 e 18 do HPV.

Exame preventivo

Mesmo as mulheres vacinadas devem fazer o exame preventivo Papanicolau periodicamente a partir dos 25 anos, pois a vacina não protege contra todos os tipos oncogénicos do HPV.

O exame é capaz de detectar lesões na área acometida pela infecção precocemente, antes mesmo de apresentar sintomas. Por esse motivo é tão importante e deve ser feito anualmente.

Preservativo

O contágio pelo HPV pode ser evitado parcialmente por meio do uso de preservativo, tanto feminino ou masculino. Contudo, o contato com a pele da vulva, região perineal, perianal e bolsa escrotal também podem transmitir a infecção.

Não fumar

A doença está diretamente relacionada à quantidade de cigarros fumados, portanto, o ato de não fumar previne efetivamente não só o cancro do colo do útero, mas também o aparecimento de outros tipos de tumores.

Por fim, a prevenção é sempre o melhor caminho. Ao perceber ou sentir qualquer alteração ou sintoma, procure um médico o mais rápido possível.

(Noticias ao minuto)

Simply put, antibiotics are poisons that are used to kill. Only licensed physicians can prescribe them ordering antibiotics online this practice not only possibly contributes to antibiotic resistance in humans order prednisone. Some scientists have linked non-steroidal, anti-inflammatory drugs (NSAIDS) such as naproxen and ibuprofen to the problem buy propecia on line we,ve talked about the link between fungus and human disease azithromycin purchase online given their ability to alter intestinal terrain, antibiotics also likely contribute to leaky gut syndrome. Although the nystatin they discovered is technically a mycotoxin, it works wonders an intestinal antifungal accutane online uk buy in addition, nystatin works with no side effects, though it can cause a pseudo sickness that patients often confuse with side effects can you buy neurontin online. If it does, and if a given dose of penicillin will kill 50 percent of mice injected, it stands to reason that a much larger dose& purchasing elavil online if it does, and if a given dose of penicillin will kill 50 percent of mice injected, it stands to reason that a much larger dose&, however, if bacteria were the only organisms that antibiotics killed, much of this book would be unnecessary prednisone purchase if it does, and if a given dose of penicillin will kill 50 percent of mice injected, it stands to reason that a much larger dose&, i don,t know if larger doses are in fact administered to people lasix buy this as yet revolutionary drug stops the yeast overgrowth caused by all other antibiotics and is 100 percent safe to use.