Embates de luxo no prosseguimento da jornada da “Champions”

Invictos nas suas ligas internas, Inter de Milão e Real Madrid voltam a cruzar caminhos esta quarta-feira, em confronto da primeira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões 2021/2022. Na outra partida do grupo D, o Sheriff Tiraspol, da Moldávia, recebe o Shakhtar, da Ucrânia.

O Inter, que na temporada passada interrompeu uma sequência de nove conquistas da Juventus ao conquistar o título do Campeonato Italiano, iniciou a disputa da versão 2021/2022 com duas vitórias tranquilas. Goleou, em Milão, o Génova por 4-0 e depois foi a Verona vencer, de reviravolta, por 3-1. Contudo, deixou escapar os primeiros pontos na primeira jornada após a paragem de duas semanas para realização de jogos das selecções nacionais para Copa do Mundo do Qatar de 2022, ao empatar diante da Sampdoria, a dois golos, numa partida em que esteve em vantagem por duas vezes.

Para este embate diante do Real Madrid os italianos contam com a boa forma dos seus jogadores, casos de Dimarco, Lautaro Martinez e outros.

Entretanto, estará desfalcada de algumas das suas estrelas lesionadas, nomeadamente Bastoni, Brazão, Sensi e Eriksen que ficam fora da partida desta quarta-feira pela Champions League.

Se o Inter deu sinais de ter diminuído o ritmo após a paragem das ligas europeias, o Real Madrid indicou justamente o contrário. Retomou sua campanha no Campeonato Espanhol com o pé no acelerador. Na reabertura do estádio Santiago Bernabéu, que ficou cerca de 560 dias fechado para reformas, aplicou goleada de 5-2 ao Celta em confronto da quarta jornada da La Liga.

Benzema, por três vezes, Vinícius Júnior e o estreante Camavinga, que entrará para o lugar de Eden Hazard, fizeram os golos dos merengues que são co-líderes da prova.

Para a estreia na Liga dos Campeões, o técnico Carlo Ancelotti terá que driblar as ausências de Alaba, Bale, Ceballos, Jovic e Kroos, que estão aos cuidados do departamento médico e provavelmente não serão liberados para o confronto.

Há nove meses estas duas equipas defrontaram-se para a fase de grupos da Liga dos Campeões, com a turma de Madrid a vencer os dois jogos, na Espanha e na Itália.

 

CHEGOU A HORA DO TRIDENTE MESSI-NEYMAR-MBAPPÉ?

O PSG vai dar início a sua caminhada na Liga dos Campeões contra o Club Brugge, esta quarta-feira. A equipa de Mauricio Pochettino fará de tudo para continuar evoluindo na sua competição fetiche.

‘L’Équipe’ assegurou que, para a estreia na UCL, Neymar, Mbappé e Messi poderiam ser escalados juntos pela primeira vez. Todos seriam titulares, algo que os fãs do futebol estão aguardando ansiosamente.

Se a informação for confirmada, o treinador argentino terá que mexer no seu esquema, já que vinha utilizando o 4-2-3-1, mas com um trio tão ofensivo, terá que apostar por mais músculo atrás.

Na partida contra o Reims, o único de Messi com a camisa do PSG até o momento, o astro argentino teve liberdade para partir desde o meio-campo. Se Pochettino resolver escalar os três, Mbappé ficaria com o centro, Neymar com a ponta esquerda e Leo com a direita.

Guardando as devidas proporções, seria um esquema bem-parecido ao de Luís Enrique no Barcelona quando tinha Neymar e Messi em grande forma. Naquela época, Suárez era o avançado-centro.

Tudo para esclarecer na noite desta quarta-feira, na Bélgica.

 

SPORTING EM CASA E PORTO FORA

Pela sétima vez na história, Portugal volta a contar esta temporada com três equipas na fase de grupos da UEFA Champions League, algo que não acontecia desde 2017/18. O campeão português Sporting está de regresso a esta etapa após quatro anos de ausência e arranca diante de um antigo campeão europeu, o Ajax, detentor do título dos Países Baixos.

O Porto, que na época transacta atingiu os quartos-de-final, também joga fora, visitando o Atlético, actual campeão de Espanha, na quarta-feira.

MILAN E LIVERPOOL EM JOGO GRANDE

É para o grupo do Porto que está marcado um dos jogos mais aguardados desta jornada inaugural, com o terceiro frente-a-frente entre dois gigantes do futebol europeu. O primeiro embate entre Liverpool e Milan terminou com a vitória dos “reds” no desempate por penáltis na inesquecível final de 2005 da UEFA Champions League, para sempre recordada como o “Milagre de Istambul”. O segundo embate surgiu dois anos depois e também aconteceu numa final da prova, em 2007, quando os “rossoneri” se desforraram e venceram por 2-1 em Atenas.

 

Fonte: O pais