Messi ainda tem 39 milhões de euros a receber do Barcelona

Lionel Messi foi, esta quarta-feira, oficialmente apresentado como reforço de verão do Paris Saint-Germain para a nova temporadas, mas o seu ‘fantasma’ promete continuar a pairar em Camp Nou, não só ao nível desportivo, como, especialmente, ao nível financeiro.

Isto porque o último contrato assinado pelo internacional argentino na Catalunha contempla um prémio de fidelidade que está dividido em duas partes, e que está longe de estar totalmente liquidado, segundo relata o jornal El Español.

A primeira, no valor de 12 milhões de euros, diz respeito ao primeiro ano de permanência ao serviço do conjunto blaugrana após a assinatura do vínculo, e a segunda, de 66 milhões de euros, entraria em vigor face à continuidade para uma segunda época.

Para minimizar a ‘mossa’ que esta recompensa de 78 milhões de euros faria nas contas, o Barcelona dividiu-a em duas ‘fatias’ iguais de 39 milhões de euros cada, tendo a primeira sido paga em junho de 2020, ao passo que a segunda continua pendente.

A direção liderada por Joan Laporta tem em mãos uma grave crise financeira, pelo que, escreve a publicação, ainda não conseguiu encontrar maneira de pagar os restantes 39 milhões de euros a Lionel Messi até ao momento.(NMinuto)